• projetosobrasrzarq

Energia Solar Fotovoltaica: O Sol gerando energia para você!

O sol é uma fonte de energia limpa e renovável, ou seja: a geração de energia solar não está associada à emissão de poluentes. Se boa parte da população utilizasse energia solar em suas casas e empresas, não seria necessário optar por outros tipos de energia que causam um impacto muito maior no meio ambiente, como inundar grandes áreas florestais para construir usinas hidrelétricas, por exemplo.


Foto: Divulgação ENVO


O QUE É ENERGIA FOTOVOLTAICA?


É a transformação da radiação solar diretamente em corrente elétrica por meio das células fotovoltaicas. Isso é feito através de módulos fotovoltaicos, ou placas solares, como são chamadas popularmente. Dispostas sobre o sol, elas são capazes de gerar energia tanto pela luz direta que recebem, como também pela luz difusa. Assim é possível ter geração até mesmo em dias nublados ou chuvosos, embora em menor proporção. Além dos sistemas centralizados, espalham-se hoje pelo Brasil também mini e micro geradores no segmento de geração distribuída.


O funcionamento da tecnologia não apresenta grandes diferenças entre as duas aplicações. A diferença é que nas usinas a energia é enviada a grandes transformadores que elevam sua voltagem para enviá-la aos centros urbanos através das redes de distribuição. Nos sistemas fotovoltaicos residenciais ou comerciais, a energia já é utilizada diretamente ou, caso não haja consumo, é enviada a rede e convertida em créditos para o consumidor. A energia solar fotovoltaica, embora ainda represente uma pequena parcela da geração elétrica do país, é hoje a fonte que registra maior crescimento no Brasil.


PRINCIPAIS VANTAGENS


O sistema é de fácil instalação, compondo basicamente dos painéis fotovoltaicos, inversor de corrente, cabos e conectores, central controladora de carga e baterias de armazenamento.

Componentes básicos de um sistema fotovoltaico



Possui maior disponibilidade para captação que qualquer outra fonte, permitindo o uso em locais remotos.


Além disso, pode ser interligado a outros sistemas de geração de energia renováveis como aero geradores (energia eólica), por exemplo. Existem muitos outros como: a capacidade de renovação, a redução das emissões de fases de efeito estufa, a energia limpa, renovável e sustentável, o baixo impacto ambiental, a baixa manutenção, etc.


De qualquer forma o sistema fotovoltaico juntamente com outras fontes de energias renováveis é um grande aliado na estratégia de economia na conta de energia e preservação do meio ambiente


COMO FUNCIONA OS MICROS GERADORES RESIDENCIAIS E COMERCIAIS?



Funcionamento básico de um sistema fotovoltaico


1 – Durante o dia a luz solar que incide sobre as placas é absorvida e convertida em energia elétrica, corrente contínua (CC).

2 – O inversor capta esta corrente e transforma em corrente alternada (CA), que é a usada no sistema elétrico para uso residencial ou comercial.

3 – A corrente então é consumida pela residência ou comércio, gerando energia para lâmpadas, aparelhos e equipamentos, entre outros.

4 – O excedente gerado é então direcionado para a rede de distribuição gerando créditos que podem ser utilizados por até sessenta meses.

Quando não há geração de energia (por exemplo quando o consumo é maior que o gerado pelo sistema) utiliza-se a energia fornecida pela distribuidora de energia.

Para a instalação de um sistema de geração fotovoltaica, necessita de contratação de uma empresa especializada, onde fazem a avaliação técnica do consumo e demanda e, com base nesses dados, a empresa faz o dimensionamento adequado do sistema a instalar e simulações do custo de instalação x tempo de retorno do investimento.


GERAÇÃO COMPARTILHADA


Chamada de autoconsumo remoto, com a energia gerada excedente é possível gerar energia em uma unidade e usá-lo para compensar outras contas, desde que sejam de mesma titularidade e dentro da área de concessão da mesma distribuidora.

Além disso, há a geração compartilhada, que é a união de múltiplos consumidores, amigos ou familiares, que se associam para se beneficiarem da energia gerada por uma usina fotovoltaica de propriedade comum.


Para isso é formalizado um consórcio ou cooperativa, firmando compromisso de solidariedade entre os associados. Vale ressaltar que os componentes dessa cooperativa também podem ser empresas, mas como no Autoconsumo Remoto, é preciso que todos os envolvidos sejam atendidos pela mesma concessionaria.


O sistema apresenta vantagens como, rapidez e facilidade na instalação, economia da conta de luz, e possibilidade de estender essa economia para outros usuários, investindo na instalação de um único gerador fotovoltaico.